Solo

O projeto propõe uma aproximação dos universos do cinema e da performance, buscando a interação entre esses campos artísticos em um único espetáculo. Através da experiência proposta, o projeto pretende estabelecer um diálogo entre o cinema, como arte concreta, e o teatro, como arte viva, do momento.
Partindo dessa idéia, serão produzidos sete filmes de curta-metragem, dirigidos por cada um dos realizadores a partir de um dispositivo comum: um personagem tenta realizar um objetivo simples, que não consegue concretizar. A utilização de um mesmo ator em todos os filmes tem o intuito de potencializar a existência de facetas comuns ao homem, criando, ainda, uma dubiedade acerca da unidade de personagens, da identidade existente entre todos nós.
Passando por sete salas diferentes, os espectadores irão assistir a cada um dos curtas-metragens em ambientes criados com o propósito especifico de potencializar a situação narrada no filme, vivenciando, juntamente com o protagonista, as sensações que emergem da busca infrutífera por um objetivo. Dessa forma, o percurso entre as salas de exibição será também um percurso entre os estados representados nos filmes, trazendo o espectador para dentro do processo da criação da narrativa e da obra de arte multidimensional.

Cine instalação

Roteiros e direção: Eduarado Dall'agnol, Isadora Victora, João Pedro Madureira, Kevin Agnes, Leandro Engelke, Luciana Mazeto e Vinícius Lopes

Ator: Vinícius Meneguzzi



Em desenvolvimento

pátio vazio produções cinematográficas, artísticas e culturais